TSE

Turma da Democracia estreia nos cinemas brasileiros

A Turma da Democracia estreia nesta quinta-feira (19) nos cinemas brasileiros, em várias animações de 30 segundos cada, que serão exibidas durante as sessões. Os personagens Dino, Brasinha, Rodas, ET, Caru e Uni vão mostrar como a democracia se revela em ações do dia a dia. A Turma é resultado de uma iniciativa da Assessoria de Comunicação (Ascom) do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Constituída de personagens divertidos e parcialmente humanizados, a Turma da Democracia busca estimular a conscientização dos cidadãos sobre a democracia e acerca do papel de cada um em uma sociedade democrática. Suas mensagens também despertam a atenção do público para os inimigos da democracia, como a desinformação, a falta de representatividade e o desrespeito às diferenças.

A assessora-chefe de Comunicação do TSE, Ana Cristina Rosa, lembra que a Turma da Democracia já atua ativamente em vários conteúdos disponibilizados pelo TSE em suas páginas no YouTube, no Facebook, no Twitter e no Instagram. Segundo ela, “a chegada da Turma aos cinemas é mais uma iniciativa de Comunicação da Justiça Eleitoral para sensibilizar os cidadãos sobre a importância da democracia em todos os aspectos da vida”.

As animações serão exibidas até o dia 25 de dezembro, em 1.062 salas de cinemas espalhadas pelo país. Além disso, os filmetes também serão distribuídos para divulgação aos 45 parceiros do Programa de Enfrentamento à Desinformação com Foco nas Eleições 2020, instituído pela Presidência do TSE em agosto deste ano.

Sobre a Turma

A Turma da Democracia foi apresentada pelo TSE durante a mobilização realizada pela Corte Eleitoral nas redes sociais em alusão ao Dia Internacional da Democracia, celebrado mundialmente em 15 de setembro.  Em quatro dias, a ação atingiu mais de 11,5 milhões de pessoas apenas nos perfis do Tribunal. Considerando o engajamento dos parceiros, o alcance foi muito superior: apenas no Twitter, foram cerca de 30,2 milhões de internautas usando a hashtag #DemocraciaTodoDia, de acordo com relatório da ferramenta gratuita Talkwalker.

 

 

 

COM INFORMAÇÕES/ TSE