• Home
  • Geral
  • TCU suspende anúncios do Banco do Brasil em sites acusados de publicação de Fake News

TCU suspende anúncios do Banco do Brasil em sites acusados de publicação de Fake News

O ministro Bruno Dantas do Tribunal de Contas da União (TCU), suspendeu os anúncios publicitários do Banco do Brasil (BB) em sites, blogs, portais e redes sociais que tenham em suas páginas a veiculação de notícias falsas, as fake news.

As empresas consolidadas e de credibilidade no mercado com mais de dez anos, assim como revistas e jornais e os portais, sites, blogs e redes sociais associados a radiodifusão, não fazem parte da decisão do ministro.

A atual decisão está em vigor, até que a Controladoria-Geral da União (CGU), crie um manual de boas práticas. Tal normativa será seguida por todos os órgãos do governo federal, sendo seguida também pelas empresas estatais.

Para a elaboração será formado um grupo com diversas participações como, estarão as secretarias de Comunicação Social da Presidência da República, do Supremo Tribunal Federal, do Conselho de Comunicação Social do Congresso, a Associação Brasileira de Imprensa (ABI), Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ), a Associação Brasileira de Jornalistas Investigativos (ABRAJI) e a Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e TV (ABERT).

O prazo estabelecido é de 90 dias, onde deverá ter um certificado para os sites, portais, blogs e redes sociais para credenciá-los a receber recursos públicos.

Antonio Hamilton Rossell Mourão, filho do vice-presidente do Brasil, e gerente do setor de marketing e comunicação do BB, acredita que a decisão do TCU, foi exagerada e voltou a permitir os anúncios em sites ligado a direita conservadora, logo após o bloqueio.

O filho do presidente, Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ), criticou em seu Twitter o bloqueio. “Marketing do @BancodoBrasil pisoteia em mídia alternativa que traz verdades omitidas. Não falarei nada pois dirão que estou atrapalhando… agora é você ligar os pontinhos mais uma vez e eu apanhar de novo, com muito orgulho! Obs: não conheço ninguém do @JornalDaCidadeO”.

Rubens Novais, presidente do BB, disse em reunião ministerial do dia 22 de abril que o TCU é “usina do terror”.

 

Da Redação